segunda-feira, 22 de agosto de 2011

[Alto-Giro Avistamentos] Honda NSX de Ayrton Senna

Honda NSX


O post de hoje serve para mostrar para certas "publicações especializadas" o que é um um Honda NSX de verdade, ao contrário do que foi publicado na reportagem mostrada recentemente no post aqui do Alto-Giro.

Tive o imenso prazer de avistar esse espetacular esportivo nipônico rodando nas ruas, em um dia ensolarado normal na capital paulista. Ainda bem que eu não o confundi com um reles Mitsubishi 3000 GT! Muito pelo contrário, tive o prazer imenso de reconhecê-lo como um NSX muito especial.
Sob o apelido de "Ferrari Japonesa" atribuído por muitas dessas "publicações especializadas", esses esportivos por si só já são uma atração à parte, muito raros em ruas brasileiras, e muito especiais em qualquer lugar do mundo.



Mas este, além disso tudo, é talvez o Honda NSX mais valioso do mundo inteiro, e que guarda os sentimentos e a história do automobilismo do nosso país inteiro nele:
Este veículo de placa BSS-8888, senhores, é nada menos do que o Honda NSX que pertenceu a Ayrton Senna da Silva.


Nosso lendário piloto possuiu este exato Honda NSX preto, que eu tive o privilégio de filmar e fotografar, em plena Marginal Pinheiros. Pelo fato deste carro ainda ser patrimônio da família Senna, creio que seus ocupantes possam ser da mesma linhagem do nosso eterno campeão. Me sinto um grande privilegiado pelo simples fato de poder ter rodado ao lado do carro que tantas vezes levou Ayrton em corridas citadinas.



O projeto NS-X foi idealizado em 1984, tendo como objetivo, elevar a imagem da Honda com a criação de um novo esportivo que equivalesse ou excedesse o desempenho da Ferrari 328. Esse objetivo foi revisado, já que no final do projeto a Ferrari 328 foi substituída pela 348, passando ser este o novo alvo da Honda.
Além de ser superior ao esportivo de Maranello, o Honda deveria oferecer a confiabilidade japonesa e preço de entrada menor. Daí veio o tão famoso apelido de "Ferrari Japonesa". Mas a Honda pretendia que a "sua Ferrari" fosse superior às Ferraris propriamente ditas, e para isso, tinha uma carta na manga tão preciosa, que só ela tinha esse recurso no mundo: Ayrton Senna da Silva.

Sendo a fornecedora de motores para a equipe Mclaren, que levou Ayrton ao tricampeonato mundial de Fórmula 1, a Honda tinha em mãos o maior piloto de todos os tempos à disposição, e não desperdiçou essa oportunidade para refinar o acerto de seu novo esportivo. No projeto NS-X, o carro teve o privilégio de ter seu chassi, motor e suspensão acertados pelos sentidos ultra-aguçados do nosso gênio tricampeão, que convenceu a engenharia a enrijecer o chassis após testes severos com protótipos no circuito de Suzuka. Tal feito pode ser apreciado e admirado no vídeo abaixo. É de tirar o fôlego a tranquilidade como Ayrton conduz o carro, mostrando como seus limites são muito superiores aos do carro.


Assim, após intenso e longo desenvolvimento, a Honda lançava em 1990 seu novo superesportivo de motor central-traseiro, já devidamente nomeado de NSX (sem o hífen de NS-X que nomeava o projeto, de New Sportscar Experimental).
Extremamente avançado, utilizava massivamente o alumínio na sua estrutura, sendo o primeiro carro de produção a utilizar o chassi todo feito deste leve material. Aplicava a elegante e elaborada suspensão de duplos braços sobrepostos (double wishbones) em todas as rodas, fazia-se uso de bielas de titânio, de alta resistência, para permitir que o motor girasse livremente até altas rotações, sendo o mesmo controlado pelo consagrado sistema de variação de abertura de válvulas VTEC da Honda. A Honda superava a Ferrari nas pistas, e agora desafiava-a nas ruas.

E como agradecimento, a Honda presentou Ayrton Senna com dois exemplares do NSX, sendo que o único que permanece na família é este exemplar preto de 1993. As letras da placa BSS-8888 era em homenagem às iniciais Beco (um apelido de infância) Senna Silva, e os númerais 8, eram em referência ao ano de 1988, que Senna conquistou pela primeira vez o título de campeão mundial de Fórmula 1.
Na época, com o custo do uso extensivo de fibra-de-carbono ainda mais proibitivo do que hoje em dia, a Honda conseguiu um grande feito ao manter o baixo peso do NSX, graças ao alumínio. Assim, com um desenho futurista, um V6 3.0L controlado pelo sistema VTEC com 274 cv @ 7100 rpm, e 30 kgmf @ 5300 rpm instalado na posição central-traseira de um conjunto que somava apenas 1350 kg, o NSX colocava a Honda no rarefeito mundo dos fabricantes de supercarros. O NSX passava a ser, provavelmente, o único esportivo japonês categorizado popularmente como um "superesportivo". Talvez o único esportivo japonês antes dele tenha sido o raríssimo e belíssimo Toyota 2000GT. E hoje, quem sabe, o ultra-capaz Lexus LFA.


Ao longo de sua longa jornada, o NSX não teve alterações significativas - somente uma remodelação leve em 2002, junto com motor 3.2 L um pouco mais potente. E suas vendas nunca foram muito expressivas. Mas seu objetivo já havia sido plenamente alcançado: mostrar que a Honda era capaz sim, de fazer uma Ferrari melhor que os próprios italianos.
Apesar de abandonar os entusiastas, como há muito a Honda vem fazendo, já não fazia mais tanto sentido melhorar o NSX, já que os benefícios de imagem a Honda já havia alcançado, e o projeto não traria mais lucros pra empresa devido ao caro processo de desenvolvimento.

É com um misto de nostalgia e saudade, que encerro esse post. Afinal, não é todo dia que me deparo com um pedaço da história automotiva mundial, quanto mais sendo este também um pedaço da história automobilística nacional. Gostaria de prestar minha homenagem a este campeão que deixou tantos órfãos, e que criou tantos sonhos de uma nação inteira


- Jackson

21 comentários:

  1. sensacional, xineis!

    sem palavras o avistamento! de arrepiar!
    belissimo post, como sempre!

    quanto será que vale essa beleza hein?
    arriscado andar pela marginal com ele
    hehehe

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo post, Xineis! Não só o avistamento, mas o texto também. O carro é demais, fruto de uma época em que a Honda parecia se importar com os entusiastas, e raríssimo no Brasil.

    Mais legal ainda é saber que esse exemplar que você avistou era do mito Ayrton Senna. Esse vídeo dele andando com o NSX em Suzuka é antológico: um (o?) dos maiores pilotos da história num dos circuitos mais importantes da sua carreira.

    Por melhor que o LFA seja, arrisco-me a dizer que nunca vai alcançar o status do NSX no nosso imaginário. Em boa parte, por causa do envolvimento do Senna.

    -WS

    ResponderExcluir
  3. Se avistar um NSX é sempre especial, o que dizer deste?...

    ResponderExcluir
  4. Fantástico. Ainda tem esse vídeo aqui do senna em suzuka, que eu prefiro por mostrar a habilidade dele não só nas mãos, mas nos pés tbm

    http://www.youtube.com/watch?v=8By2AEsGAhU

    ResponderExcluir
  5. Animal esse outro vídeo, também! A habilidade dele é impressionante. Legal é que ele já saiu dando burn out, jogando fumaça na cara da galera que tava perto, haha!

    -WS

    ResponderExcluir
  6. Sensacional, fantástico, arrepiante, espetacular... São algumas das palavras que podem ser usadas para descrever esse post!

    ResponderExcluir
  7. agradeço sinceramente a TODOS pelos comentários...

    basicamente é isso

    avistar um NSX é algo marcante
    avistar ESSE NSX, é algo que vou lembrar pro resto da vida!!

    valeu galera!

    ResponderExcluir
  8. impressionante o vídeo dele dando a volta em suzuka

    como ele domina tranquilamente o carro, mesmo sem nunca ter entrado nele antes... ele mostra como os limites dele são MUITO maiores que os do carro...

    ele dirige o NSX em suzuka com a tranquilidade de quem pega o carro e vai pra padaria comprar pão num domingo de manhã...

    realmente... Senna deixou uma nação de órfãos...

    ResponderExcluir
  9. conversa que rolou umas semanas atrás aqui com uma menina que trabalha comigo.

    ela: "meu namorado namorado tava vendo de comprar um carro 'antigo', da Honda....algum carro do Senna, que só tem 3 no Brasil....disse q o preço tava bom"

    eu: "CARALHO! UM NSX!"

    ela: "...."

    mas acho que não comprou....o cara tem um SP2 já...

    imagina? se comprar, teremos um novo post aqui! hahaha

    ResponderExcluir
  10. Acho que era um Escort XR3 hahaha

    ResponderExcluir
  11. eu tava pensando sobre a placa do NSX do senna...

    "BSS"

    Beco Senna Silva

    achei estranho, pq usaram o apelido dele, e não fizeram com as iniciais mesmo...

    daí pensei direito: realmente não ia dar muito certo, se usassem as iniciais do nome dele, hahahahahah

    ResponderExcluir
  12. Eu tinha pensado a mesma coisa, haha!

    -WS

    ResponderExcluir
  13. uma pergunta: o carro não era vermelho?? é que eu fotografei ele no autodromo do estoril em portugal em 1992 e o carro era vermelho.

    ResponderExcluir
  14. Anônimo,
    O Senna teve 2 exemplares do NSX.
    Não tenho certeza, mas o outro deve ter sido vermelho, o que você viu..

    abs!

    ResponderExcluir
  15. alias, tem essa foto pra mandar pra gente? hehe
    publicamos dando crédito a você.

    abs

    ResponderExcluir
  16. Esse cara pilotava como ninguém. Queria tê-lo conhecido de perto.

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde! Há algum tempo (uns 2 anos) quase comprei um...era vermelho, porém automático. O grande problema foi que o vendedor não aceitou minha proposta. O cara estava pedindo 120.000 ofertei 90.000 ele não quis. Pelo carro em si não achei que valia a pena. Porém um dia ainda pretendo ter um...quem sabe importar dos EUA em 2022...explico depois de 30 anos pode-se trazer como carro de colecionador e encontra-se vários por lá melhores que o que estava sendo vendido.

    Curiosidade: em relação a placa do carro do Senna...talves seja BSS = BOSS = Chefe o apelido que ele tinha.

    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde, Rodrigo!

    é uma pena que o vendedor não aceitou sua proposta. Realmente teria sido uma compra incrível.. um supercarro usável no dia-a-dia, isso os japoneses ensinaram a Ferrari com o NSX....

    Torço para consiga comprar seu carro dos sonhos daqui a alguns anos, quando a importação dos EUA for permitida... e quando isso acontecer, que apresente para nós do AltoGiro também!

    um abraço

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pelo blog e pelo post. Emocionante mesmo. Tudo relacionado ao Senna é diferenciado. Se ele escolheu esse carro, realmente merece o destaque!

    ResponderExcluir
  20. excelente post ler essa história é realmente arrepiante, qualquer brasileiro apaixonado por automobilismo ficaria louco em encontrar uma raridade dessas principalmente por pertencer ao Senna.

    ResponderExcluir
  21. Sensacional! O motorista deve ser o irmão dele, Leonardo. #SennaSempre

    ResponderExcluir