domingo, 30 de maio de 2010

[Alto-Giro Avistamentos] Dodge Viper


Dodge Viper




O Alto-Giro Blog teve a felicidade de, em uma de nossas privilegiadas visitas à Platinuss, encontrar este Dodge Viper da primeira geração. Estacionado na frente da loja, esta brutal esportivo americano estava na belíssima companhia de um Porsche Boxster e um Lamborghini Gallardo Superleggera.




O exemplar aqui mostrado, é um Viper RT/10 Roadster, da primeira geração, fabricado entre 1992 e 1995. As víboras desta geração eram esportivos puros, sem concessões ao conforto. Era um roadster criado para ser pilotado, e só isso. Não tinha sequer capota, vidros ou maçanetas externas, quanto mais equipamentos "supérfulos" como ar-condicionado, freis com ABS ou controle de estabilidade.



Esta versão inicial tem como características as rodas de 3 raios e o escapamento lateral. Apesar de eu normalmente não gostar de rodas de 3 raios, estas características marcantes são, pra mim, a cara do Viper!




Ele foi criado para ser um esportivo visceral ao menor custo possível. Foi-lhe montado um grotesco motor de 8 litros de deslocamento volumétrico, distribuído em 10 cilindros montados em V. Este gigantesco motor tem como base os motores LA da Chrysler, de alta cilindrada e acionamento de válvulas no bloco por varetas. Ou seja, eram os motores usados pela Dodge Ram e outras camionetes da empresa.
O que pareceu ser uma adaptação inadequada, na verdade teve um resultado incontestavelmente positivo. Tal usina de força produzia 400 cv de potencia a 4600 rpm, e 65 kgmf de torque a baixos 3600 rpm. São números impressionantes hoje em dia, e totalmente superlativos no início da década de 90, ainda mais para um esportívo americano acessível.



Para baixar seu custo, cortaram-se equipamentos supérfulos. Com uma distribuição de peso bem acertada, de 50% em cada eixo, e um gigantesco motor jogando força a qualquer hora, tornou-se um esportivo quase ideal para quem buscasse um carro comprometido completamente com o desempenho, a um preço não tão abusivo.
Mas a falta de auxílios como freios com ABS, controle de tração e de estabilidade, em um carro com tanta potência, fizeram do Viper uma armadilha ambulante para motoristas inexperientes.




O Viper foi criado para ser um esportivo bruto e visceral, invencível em retas e cauteloso em trechos sinuosos. Foi criado para ser o esportivo americano supremo, acessível e compromissado unicamente no desempenho. Feito para bater no Corvette e devorar italianos em retas. E isso, ele cumpriu muito bem na sua época.
Vipers não são tão exóticos em ruas americanas, mas aqui no Brasil, foi o primeiro que vi! Mais uma vez, a Platinuss traz ao nosso blog encontros memoráveis com ícones automotivos de todas as épocas!

Um breve resumo da máquina:
  • V10 8.0L
  • 400 cv @ 4600 rpm
  • 65 kgmf @ 3600 rpm
  • 0-60 mph (97 km/h): 4.6 s
  • 0-100 mph (160 km/h): 9.2 s
  • Vmax: 164 mph (264 km/h)
-Xineis

quinta-feira, 27 de maio de 2010

segunda-feira, 24 de maio de 2010

sexta-feira, 21 de maio de 2010

[Alto-Giro Avistamentos] Romi Isetta

Visitando a feira Mecânica 2010, por motivos profissionais, deparei-me com este belo exemplar de Romi Isetta, em perfeita conservação e com placa preta. No estande das Indústrias Romi, imagino que tenha sido preservado desde sua fabricação.


Embora alguns achem que a Romi Isetta era a versão nacional da BMW Isetta, isso não é verdade. O carrinho era um projeto da empresa italiana Iso Automotoveicoli, para o pós-guerra europeu. A versão BMW talvez tenha sido a mais conhecida, mas a brasileira certamente marcou época como o primeiro carro construído de fato no nosso país. Além, é claro, de suas dimensões reduzidas e peculiaridades, como o volante afixado na porta dianteira, que era também a frente do carro.

Compartilhem suas experiências e opiniões sobre o simpático carrinho nos comentários.

-WS
Equipe Alto-Giro

terça-feira, 18 de maio de 2010

[Alto-Giro Avistamentos] Uno, Buick Enclave e GrandBlazer Limo

Como ninguém teve coragem de atualizar esse blog na última semana, vou postar um apanhado de avistamentos que tirei no meu celular.

Primeiro o Novo Uno, que vi hoje, tinham dois desse no posto. Os dois com essa cor, mas um tinha uns adesivos na lateral, no lugar do friso (não era a versão Way).

Depois o Buick Enclave, que não sei o ano (o modelo existe desde 2007 nos EUA). Acho que deve ser raro esse carro no Brasil. E acho que vi ontem.


E teve essa GrandBlazer Limo que vi um mês atrás aqui na frente do meu trampo. Limo tunada.


- Rossi

terça-feira, 11 de maio de 2010

[Alto-Giro] Lexus LFA e Nissan GTR

Luta de Samurais


Vídeo muito bom da Motor Trend que mostra um comparativo de aceleração entre o ápice da tecnologia automotiva nipônica, o Lexus LFA, contra seu conterrâneo já glorificado, o Nissan GTR. Se o Lexus tenta se provar com seus espetaculares recursos tecnológicos, o Nissan já é comprovado um dos mais respeitados esportivos no mundo, e que por sinal, custa quase 5 vezes a menos que o Lexus.

O resultado é bem interessante, e o vídeo vale muito a pena por mostrar, além do racha entre os samurais, muitos recursos espantosos do LFA, em especial um pouco do funcionamento do painel. O painel é todo digital, e tem diversos modos de funcionamento, como pode ser visto no vídeo. Um dos motivos de se optar pelo painel digital é que o V10 do Lexus sobe a rotação até 9000 rpm em apenas meio segundo. Ou seja, o motor sobe tão rápido, que um mostrador analógico convencional simplesmente não reagiria rápido o suficiente para acompanhar a selvageria do motor que representa. Absolutamente sensacional!
Mas o mais impressionante é com certeza, seu ronco absurdamente espetacular - talvez o ronco mais belo que sai de um escapamento hoje em dia.


Na aceleração inicial, até os 100 km/h, o GTR leva clara vantagem devido ao seu sistema superior de tração integral, que transmite com muito mais eficiência a potência ao solo. Depois disso, o Lexus mostra a superioridade com sua potência de 552 hp, e começa a se distanciar. Mas na distância de 1/4 de milha, o resultado final é surpreendentemente parelho, ao contrário da diferença de preço. Mas é claro: esse vídeo mostra apenas uma simples aceleração em linha reta, nada que justifique formar algum tipo de opinião sobre a superioridade de um carro em relação ao outro.

-Xineis

quinta-feira, 6 de maio de 2010

[Alto-Giro] Placas de destaque: Parte I

Provavelmente isto não é uma mania exclusivamente minha: ficar reparando as placas dos carros, tentando achar alguma coisa digna de nota. Pois bem, não foi desta vez que achei, mas como o blog tá precisando de um post... Hehe!

DST-####

O que vocês acham, daria pra encarar? Alguém (além de mim) admite que pediria pro despachante uma outra combinação de letras? Você ficaria com a pulga atrás da orelha ao conhecer uma gata e ver que o carro dela tem uma placa dessas? Já chega de perguntas idiotas como as anteriores?

De qualquer jeito, se vocês acharem qualquer uma das placas abaixo, favor enviar uma foto para o nosso e-mail (altogiroblog@gmail.com), para publicarmos aqui:

ELV-15##

DEN-15##

PEN-15##

TIT-5###

ASS-#### (já avistei uma, mas infelizmente tava sem câmera!)

GAY-####

GLS-####

Entre outras. Sintam-se à vontade para enviar fotos de outras combinações "pertinentes".

-WS
Equipe Alto-Giro